Banco após dois gols, Thalles ganha elogios de Adilson: 'Tem potencial'


Um gol que decidiu um clássico. Outra partida com boa participação, mais um gol e um passe para outro. Em suma, foi esse o desempenho de Thalles com a camisa do Vasco este ano. Até a nona rodada do Campeonato Carioca, foram apenas três partidas e 129 minutos dentro de campo – ele foi titular uma vez e entrou em duas outras oportunidades no decorrer do jogo. O garoto de 18 anos fez dois gols – um sobre o Botafogo e outro diante do Volta Redonda -, mas ainda não foi o suficiente para a condição de titular que alcançou rapidamente no fim da temporada passada.
 
O contrato de Thalles com o Vasco vai até 31 de março de 2015. No ano passado, já em destaque nos profissionais, o clube aumentou seu salário, mas não estendeu o vínculo. A partir do dia 1º de outubro, caso um novo acordo com o empresário e com o jogador não aconteça, ele já pode assinar um pré-contrato com outras equipes. A multa rescisória não é tão elevada nem mesmo para os padrões brasileiros. O caso lembra um pouco do meia Marlone, mas o Vasco garante que a brecada na ascensão do jogador é apenas uma questão técnica.
 
– Estamos conversando com o representante do jogador. Temos uma ótima relação – garante o diretor de futebol Rodrigo Caetano.
 
 
Douglas e thalles vasco treino (Foto: Marcelo Sadio / Vasco.com.br)
 
 
 
Adilson Batista, por sua vez, é só elogios a Thalles. Embora nos últimos jogos tenha atuado ora com Edmilson e William Barbio, ora com Edmilson e Everton Costa. A dupla Edmilson e Thalles, que fez algumas boas partidas no fim de 2013, ainda não reapareceu este ano. Desde a pré-temporada que o treinador ressalta que Thalles concorre a uma posição com o atacante vascaíno.
 
Contra o Nova Iguaçu e o Flamengo, mesmo com dois empates, o técnico não colocou o garoto em campo. Na véspera da partida contra o Bangu, desta quarta-feira, às 16h, em Moça Bonita, ele explicou o que pensa sobre a utilização da jovem promessa vascaína, que sempre é bastante elogiada por Adilson.
 
– No domingo, contra o Flamengo, eu poderia colocá-lo, mas o André Santos tinha cartão amarelo e vinha de desgaste da viagem. Pensei no Barbio até pela sua velocidade. A gente pensa certo, mas a execução não aconteceu – lembra o técnico, citando também que precisaria mexer em outras peças da equipe por obrigação, nos casos de Douglas e Everton Costa, que não aguentariam todo o jogo.
 
Thalles, convocado para seleção sub-20 recentemente, no entanto, segue como uma das joias do clube para 2014. Adilson o vê quase em igualdade de condições na disputa pela vaga de Edmilson, o artilheiro do time neste Carioca, com oito jogos e quatro gols.
 
– Às vezes a gente acaba deixando de dar oportunidade para um atleta que a gente acredita, que eu sei que tem potencial e é novo. Mas vai ser uma briga saudável entre ele e Edmilson – prevê o treinador.
 
Fonte: GloboEsporte.com
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠