Zagueiro Douglas, hoje na Ucrânia: 'Caso recebesse proposta do Vasco, pensaria com muito carinho na volta, sim'


 

Faz pouco mais de um ano que o zagueiro Douglas deixou o Vasco e se transferiu para o futebol ucraniano. A primeira temporada no Dnipro foi positiva e o jogador já admite ter realizado o primeiro grande passo de seus sonhos na carreira no Velho Continente. Já adaptado aos costumes diferentes da cultura brasileira, Douglas faz um balanço positivo do início de caminhada no cenário internacional do futebol. Agora, o sonho do jogador é crescer ainda mais.

“Acabei de completar um ano na Ucrânia e me sinto muito bem aqui. A fase inicial foi mais difícil, já que é Uma mudança muito grande, mas agora já estou adaptado. Tanto no lado cultural, como na parte do futebol, que é totalmente diferente do jogado no Brasil. Aqui é um estilo de mais força e de muito contato físico. No geral estou gostando. Está sendo muito válido para mim. Não só profissionalmente, mas na vida também. Quero fazer história”, comentou.

Com mais quatro anos de contrato com o Dnipro, Douglas tem pela frente um verdadeiro desafio. O jogador sonha em chegar a um centro mais expressivo no futebol mundial, mas revela sentir falta dos tempos de Vasco. Acompanhando a situação do ex-clube, o zagueiro não esconde a torcida pela volta por cima o mais breve possível da equipe que vai disputar a Segunda Divisão neste ano. Ciente das dificuldades do futebol ucraniano, o atleta já começa a mirar os próximos passos da carreira, mesmo que aos poucos.

OBJETIVOS NO DNIPRO

Procuro sempre estipular metas. Eu tinha esse sonho de poder jogar na Europa. Foi o primeiro passo que consegui realizar. Hoje posso disputar torneios internacionais importantes. Minha equipe está na Liga Europa. Podemos ir bem nessa competição. Vamos ter uma partida muito difícil contra o Tottenham, mas temos condição de passar. Quero levar o meu time o mais longe possível. Depois, vou procurar me destacar bem para poder ir para um centro maior do futebol europeu.

OLHO NO FUTURO

Gosto muito do futebol alemão. Acho que meu estilo de jogo se encaixaria bem no futebol alemão. Mas se não acontecer de ir para lá, iria para um outro centro, mesmo se a proposta for financeiramente inferior ao que recebo agora. Eu enfrentaria os melhores jogadores do mundo e teria maior visibilidade. Quero isso, ficaria muito feliz.

A VISIBILIDADE DO FUTEBOL UCRANIANO

O Campeonato Ucraniano está muito bom. O nível evoluiu bastante e a parte técnica melhorou. A vinda de jogadores sul-americanos, principalmente do Brasil e da Argentina, fez crescer muito o futebol daqui. Mas ainda fala-se pouco sobre o futebol local. O Shakhtar Donetsk é o clube que mais aparece, pois está sempre disputando a Champions League. Mas tenho confiança de que vai crescer ainda mais.

SAUDADES DO VASCO

Sinto muita falta. Tenho pouco contato com os jogadores da minha época porque a maioria já não está mais no clube. Procuro sempre ter notícia de como está a equipe porque guardo com muito carinho minha passagem por lá. Acho que só deixei coisas boas. É um time que gosto bastante. Já gostava muito antes mesmo de jogar lá, pois meu pai é vascaíno. Depois que joguei gostei mais ainda. Caso recebesse proposta do Vasco, pensaria com muito carinho na volta, sim. Mas nunca fui procurado para uma volta e nem por outros clubes brasileiros.

TORCIDA PELO CRUZMALTINO EM 2014

Disputar a serie B é muito difícil. Apesar do nome e do peso da camisa do Vasco, não tem como acreditar que vai subir rápido. Mas sei que o clube vai voltar. Merece muito, apesar das dificuldades financeiras que está passando. Isso não é novidade para ninguém. O Vasco não merece estar jogando a Segunda Divisão, o lugar dele é na elite. Torço para que o Gigante volte logo para a elite.

Fonte: O Dia

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠