Vascaínos invadem rede social de auxiliar e 'amigos' revelam time do coração


 

Nem mesmo o gol marcado por Gabriel nos minutos finais da partida fizeram que seu nome fosse o mais comentado após a vitória do Flamengo por 2 a 1 no Vasco. Rodrigo Saraiva Castanheira era quem a torcida do Cruzmaltino não conseguia esquecer. Também pudera. O auxiliar não percebeu que a bola cruzou a linha após cobrança de falta de Douglas, o que caracterizaria o primeiro gol do time de São Januário.

Rodrigo Castanheira mandou o lance seguir e sofreu com as consequências de seu erro nas redes sócias. Sua página no Facebook foi invadida por vascaínos que xingaram bastante o profissional. Até mesmo ‘amigos’ do auxiliar entraram na onda, embora com um tom mas leve, e fizeram algumas brincadeiras. Em algumas delas, eles entregaram seu time do coração: o Flamengo. Ele, no entanto, agiu rápido e apagou todas as postagens horas depois do jogo.

“Meu amigo, minha vontade é de te matar, mas pelo seu caráter, sei que esse erro não foi por querer. Te conheço e sei que vai supera. Conte sempre comigo, seu amigo vascaíno”, postou um dos seus amigos, Bruno Barros Azevedo.

Além de auxiliar de arbitragem, Rodrigo Castanheira é também professor de educação física e dá aulas no Ciep Aarão Steinbruch, no município de Duque de Caxias. E um dos alunos não só resolveu brincar com o professor, como sugere o time do coração do profissional: o Flamengo.

“Obrigado, professor, muito obrigado. O senhor está certinho, parabéns, excelente profissional. Rumo à Copa. O choro é livre, vascaínos. #melhorjuiz #Copa2014 #vocesabetudo”, escreveu o aluno rubro-negro Pedro Philippe. “Boa professor, assim não tem quem segure o teu mengão #RodrigonotriodaCopa”, completou Gil Brito.

Fora as brincadeiras, o Vasco está revoltado com o erro da arbitragem. Após a derrota, o diretor executivo, Rodrigo Caetano, quebrou o protocolo e concedeu entrevista coletiva no Maracanã. Ele descartou entrar com um recurso na Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro), mas fez questão de reclamar da situação para expor toda a polêmica.

“Não adianta entrar com recurso, pois depois de um tempo viram pó. Queremos é usar a indignação da opinião pública nesse caso. Todos que estavam no Maracanã ou assistiram o jogo em casa viram de primeira que foi gol, nem precisava do replay. E o profissional que estava posicionado de frente para o lance não conseguiu? Impossível ele não ter visto, impossível”, afirmou Rodrigo Caetano.

Fonte: UOL Esporte

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠