Rabello blinda auxiliar que não deu gol ao Vasco e diz: 'Estava arrasado'


Erro arbitragem Vasco x Flamengo (Foto: André Durão)
 
A Comissão de Arbitragem de Futebol do Rio de Janeiro (Coaf-RJ) resolveu blindar o auxiliar Rodrigo Castanheira, cujo erro no clássico entre Vasco e Flamengo neste domingo interferiu diretamente no placar do jogo. A bola, na cobrança de Douglas, passou 33 centímetros da linha de Felipe, mas o assistente, apesar de posicionado corretamente, não deu o gol. Para o presidente da comissão, Jorge Rabello, o erro não será punido por ter sido um erro de interpretação, já que o auxiliar, no momento do lance, estava posicionado corretamente e olhando para a bola. Ele avisou que não permitirá, por ora, entrevistas do auxiliar, que disse estar “arrasado” com o erro.

Rabello ressaltou que, desde 2008, quando começou a testar os auxiliares extras na linha do gol, esse foi o primeiro grande erro. Ele lembrou o caso de Amaral, do Flamengo, expulso no início da estreia do time na Libertadores, contra o León, no México. O clube perdeu a partida e o volante não foi punido.

– Ele (Castanheira) não vai falar. O cara estava arrasado. Tem de esperar baixar a poeira, assim ele vai infartar – brincou, respondendo ao pedido de entrevista com o auxiliar.

Ao explicar o motivo de não punir o auxiliar pela falha, ele esclareceu que a comissão só pune quando o profissional não cumpre o que foi treinado e determinado. Afirmou que conversou com Castanheira e dará um tempo para “se refazer”.

– Se você pegar o posicionamento do cara, ele estava posicionado de forma correta. O que aconteceu ali é a limitação do ser humano. Quantas vezes você vê o bandeirinha na linha do penúltimo defensor, de frente para o campo, e o cara erra? Desde 2008, esse foi o primeiro grande erro que aconteceu em relação aos árbitros adicionais. Nada de punição, zero. Claro que a gente conversa, tem de dar um tempo para o cara se refazer, mas punição zero. Se toda vez que houver um erro tiver punição de jogador e árbitro, chegaremos no fim do campeonato sem time e sem quadro de arbitragem. Mas o cara não errou? Errou. Mas para nós, da comissão, se ele não estivesse posicionado de forma correta, não tivesse feito como foi treinado, aí sim caberia uma punição. Mas estava do jeito que a gente determina, o resto foi a nossa incapacidade de ser humano como observador. Ele falhou. Da mesma forma, o Amaral foi punido? Não foi, não é.

Fonte: GloboEsporte.com

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠