Helio Donin, fala sobre reunião do CD que deu à diretoria 60 dias para ajustar balanço


HÉLIO DONIN, PRESIDENTE DO CONSELHO FISCAL, FAZ UM BALANÇO DA REUNIÃO DE ANÁLISE DO BALANÇO DE 2012, QUE CULMINOU COM A CONCESSÃO DE UM PRAZO DE 60 DIAS PARA AJUSTES NO MESMO. 
 
 
O Presidente do Conselho Fiscal do Vasco, Hélio Donin, participou com exclusividade do Programa Só Dá Vasco, e comentou sobre a reunião da última 3ª feira, na Sede Náutica da Lagoa, para apreciação do Balanço do Exercício de 2012, e os seus desdobramentos: 
 
BALANÇO DA REUNIÃO: 
 
“Houve uma reviravolta na situação. O Conselho Fiscal na pessoa dos seus três membros sempre pregamos respeito a todos os poderes do Vasco. Na segunda-feira houve uma reunião do Conselho de Beneméritos e eu falei que o Conselho Fiscal fez o parecer e deu todos os prazos possíveis. Nós avisamos faz meses sobre essa documentação. A diretoria sanou uma grande parte, mas outras ficaram pendentes. Pessoas da tesouraria falaram que não tinham como reverter a situação. O presidente do Conselho de Beneméritos, disse que a intenção era pedir um prazo para a diretoria. Eu disse que o prazo já foi dado e que eles não tiveram como regularizar a situação. Dito isso foi levado para plenário que apoiassem o parecer do Conselho Fiscal. Ocorre que depois dessa reunião eu tive uma reunião com o Cristiano e ele me apresentou um relatório com os documentos. Ele falou que várias irregularidades estavam sanadas. Eu mudei minha opinião pessoal por conta disso. Achei que eles tinham condição de entregar as documentações. Acho que democraticamente temos que dar todas as oportunidades para as pessoas regularizarem. O Conselho Fiscal trabalhou muito. O parecer que fizemos é extenso e muito explicativo. Aos quarenta e cinco do segundo tempo a diretoria resolveu alterar isso. A boa vontade do Conselho Fiscal acatou isso com boa vontade. Nós não temos muito o que fazer após a entrega ao Conselho Deliberativo desse parecer. Estava nas mãos do Conselho Deliberativo. Foi aprovado um prazo de 60 dias para a diretoria apresentar essas documentações. Vai ter que chegar os documentos para nós com antecedência. Se chegar de última hora vamos passar para o Conselho Deliberativo e colocar a responsabilidade na Diretoria Administrativa”. 
 
PORQUE O RELATÓRIO CONTENDO O PARECER DO CONSELHO FISCAL, SÓ FICOU PRONTO EM DEZEMBRO/2013: 
 
“Na realidade como houve aquele atraso nas contas de 2011, que foram aprovadas em Fevereiro de 2013, a partir daí é que nós começamos a fazer o levantamento de 2012. O balanço foi publicado em Abril de 2013 com diversas irregularidades. Eles foram acertando os erros e apenas em Setembro é que entregaram o Balanço em definitivo. Após essa data começamos a identificar as irregularidades. Nós tínhamos dez itens com irregularidades. Teve gente falando que houve roubo e não foi isso. Os documentos que foram apresentados foram os utilizados para fazer depósito, mas não é documento aceito pelo Conselho Fiscal. Eu até falei que isso não é roubo e não é desvio. Se assim o fosse, não mandaria para o Abílio, mas para a polícia. É para ela que cabe resolver a situação de roubo”. 
 
EX-ATACANTE TENÓRIO COMO EXEMPLO DE DOCUMENTOS ENTREGUES, MAS NÃO COMO REQUER O CONSELHO FISCAL, OU SEJA, FEITOS ATRAVÉS DE CRÉDITO BANCÁRIO E VIA TRANSFERÊNCIA, COM COMPROVANTE SENDO APRESENTADO: 
 
“Isso mesmo. O clube é uma entidade isente, mas tem que cumprir a legislação. Ele tem a responsabilidade de colocar no parecer em cima da legislação. Tem que colocar o que é necessário para ter essa isenção. O Conselho Fiscal não faz acordo com ninguém. O acordo nosso é com o Club de Regatas Vasco da Gama”. 
 
CONSELHO FISCAL (BEM COMO OS DEMAIS CONSELHOS DO CLUBE, COM SEUS RESPECTIVOS INTEGRANTES) NÃO TEM QUALQUER RETORNO FINANCEIRO PELO QUE FAZEM, SENDO UM TRABALHO ABSOLUTAMENTE VOLUNTÁRIO E POR AMOR AO VASCO: 
 
“Eu gostaria de esclarecer uma coisa aos vascaínos que não estão no dia a dia nosso. Queria esclarecer que nós não recebemos nada do Vasco pelo nosso trabalho. Nós saímos da nossa casa ou da nossa empresa e vamos para São Januário ter reuniões freqüentes. Nós não temos remuneração nenhuma. O Conselho Fiscal mexe com documentos. Nós doamos nosso trabalho para o Vasco. Temos despesas e não somos ressarcidos. Isso está no estatuto e a legislação no imposto de renda não permite. Se houver remuneração para dirigente o clube perde a isenção”. 
 
Fonte: Facebook Só Dá Vasco
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠