Rival desgastado ou reserva? Vasco foge obrigação por vitória contra o Fla


 
andré rocha vasco (Foto: Edgard Maciel de Sá)
Enquanto no Vasco Adilson Batista já tem uma ideia da equipe que vai mandar a campo no clássico contra o Flamengo, Jayme de Almeida ainda não definiu se irá poupar jogadores. O Cruz-Maltino aguarda para saber se vai enfrentar os titulares do rival, desgastados por jogarem quase toda a partida com um homem a menos no México e por uma longa viagem de volta ao Rio de Janeiro, ou se terá pela frente os reservas. Além disso, o adversário vem de duas derrotas seguidas – para o Fluminense, pelo Carioca e o León, na Libertadores. Mas nada que mude a cabeça dos vascaínos, que não se veem favoritos para o confronto e fogem da obrigação de vitória.

André Rocha lembrou do clássico diante dos reservas do Botafogo, na quinta rodada do Carioca, quando o Cruz-Maltino teve dificuldades para vencer por 1 a 0. O lateral-direito valorizou o elenco rival e previu jogo duro no domingo.

 – Prova de fogo está sendo todo jogo, contra o Botafogo falaram que seria teste, mas para mim estamos enfrentando todos com seriedade. Vamos entrar buscando a vitória, com organização, isso é importante. Os dois têm um bom time, acho que vai ser um bom jogo. Independentemente de os jogadores estarem cansados ou não, o time vai entrar com força máxima por estar representando o Flamengo. E nós, o Vasco. Estamos preparados para isso – assegurou.

Luan seguiu o mesmo discurso do companheiro de defesa e tratou o triunfo como obrigação em todos os jogos, seja clássico ou não. Para o zagueiro, os reservas dos rivais cariocas dão trabalho, como foi diante do Botafogo, e ele aposta no apoio da torcida para sair vitorioso do segundo clássico do time na temporada.

– Vitória é obrigação em todos os jogos. É trabalhar para ganhar, desenvolver o nosso futebol e sair com o resultado positivo. Todos os jogadores são qualificados para vestir a camisa de um clube grande. É uma partida pela qual a torcida se motiva bastante e esperamos fazer um grande jogo.

 
Luan Vasco Coletiva (Foto: Thiago Lima)

Estreia no Clássico dos Milhões

André Rocha e Luan disputarão o primeiro clássico contra o Flamengo e ambos não escondem a ansiedade. O lateral-direito reconhece que é uma partida diferenciada e usa como experiência outros clássicos que já disputou por Palmeiras, Atlético-PR, Ponte Preta e Figueirense.

– (Ansiedade) Gera sim, às vezes o jogador fica ansioso para querer entrar em campo logo e fazer o melhor para a torcida. Já participei de vários clássicos, é um jogo especial. Muita disputa de bola, rivalidade. Ganha quem estiver focado, com menor número de erros.

Capitão dos juniores do Vasco até 2012, Luan já enfrentou o arquirrival diversas vezes nas categorias de base e se prepara para o primeiro entre os profissionais. O defensor admite que a preparação para este confronto é diferenciada desde os mais jovens.

– Sempre nos preparavam porque são jogos especiais, tem que mostrar bastante talento. Ganha quem está mais organizado, mais aplicado, isso que sempre passaram para nós: dormir bem, mostrar dedicação… Já perdi, já ganhei, fiz gol… Tenho sete anos no clube, joguei diversas vezes contra o Flamengo na base. No profissional será o primeiro. Frio na barriga eu sinto em todos os jogos, espero continuar sentindo para o resto da carreira. É gostoso demais para encarar os adversários – afirmou o zagueiro.

Vasco e Flamengo se enfrentam às 16h (de Brasília) deste domingo, no Maracanã, pela oitava rodada do Carioca. O Cruz-Maltino é o terceiro colocado com 15 pontos, logo atrás do rival, com 16.

Fonte: GloboEsporte.com

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠