Rodrigo Caetano explica situação de atletas não aproveitados no Vasco


Figura muito querida pela torcida do Vasco e com passagem vitoriosa como treinador, Ricardo Gomes recentemente manifestou o desejo de deixar o clube e voltar a ser treinador de futebol. Rodrigo Caetano, diretor executivo e amigo de Ricardo Gomes, se manifestou contrário a uma possível saída do dirigente, exaltou a personalidade deste e a aproximação de ambos, ocorrida após o AVC de Gomes, em agosto de 2011:

“O Ricardo dispensa comentários, não como diretor e tampouco como técnico vitorioso que foi no Vasco, mas como figura humana. Por conta daquele episódio trágico pelo qual ele passou(AVC), tivemos uma aproximação muito grande. O Ricardo ficar no Vasco,independente de função, só tem a colaborar por tudo o que representa e pelo que entende de futebol, mas manifestou o desejo de se dedicar a sua recuperação plena e seu desejo profissional é voltar a ser técnico, deixou muito claro isso. Ele está sempre junto conosco, estamos aguardando pela decisão que ele escolherá para seu futuro, mas sou contrário a saída dele, mas vou respeitar se essa for a decisão pessoal dele.”

Perguntado sobre a situação de jogadores não aproveitados e que seguem treinando, Rodrigo afirmou ao programa Caldeirão Vascaíno, da Rádio Livre 1440 AM, que ainda busca mercado para os atletas e que o Vasco tomou essa decisão devido a necessidade de readequação financeira:

“Quando chegamos, havia uma lista de 18 atletas que não seriam utilizados pelo clube, alguns voltando de empréstimo, outros oriundos dos juniores. Em um mês, conseguimos recolocar boa parte deles, permanecem treinando no clube o Michel Alves, Nei, Renato Silva, Sandro Silva, Wendel, e nos casos de Enrico e Malco, ambos voltando de cirurgia. Temos ainda o Baiano, cujo contrato termina no fim desse mês, são 7 jogadores que ainda temos para recolocar no mercado, não será fácil, ois os clubes que disputam estaduais possuem recursos diminuídos. A gente espera ter soluções o mais breve possível, é um custo adicional, mas a tomada de decisão, na montagem do elenco e dispensas, foi meramente financeiro. É uma questão de readequação financeira, se reestruturar financeiramente, e para que o Vasco pudesse buscar soluções teve que se readequar, a possibilidade de reintegração desses atletas praticamente não existe.”

 
Fonte: SUPERVASCO.COM

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠