Diretoria do Vasco feriu estatudo do clube ao estourar orçamento de 2012


Na última terça-feira, o LANCE!Net publicou que o Conselho Fiscal do Vasco deu parecer negativo em relação as contas de 2012 e que mais de R$ 3 milhões de pagamentos foram feitos sem comprovação alguma. Analisando o balanço, chegou-se a conclusão que a diretoria, comandada por Roberto Dinamite – também deputado estadual (PMDB) –, feriu o estatuto do clube .

O parágrafo primeiro do artigo 122 é bem claro: “A vida financeira do Clube processar-se-á rigorosamente dentro do orçamento organizado anualmente pela Diretoria Administrativa, com assistência e parecer do Conselho Fiscal e aprovação do Conselho Deliberativo”.

O orçamento do mês de agosto de 2012, por exemplo, previa despesa máxima de R$ 4.157.240,00, sendo que, além deste valor, foram gastos R$ 867,885,00, gerando um total de R$ 5.025.125,00.

O montante previsto no orçamento também foi estourado no pagamento dos direitos de imagem dos jogadores. Os custos chegaram a R$ 1.158.623,00, superando em R$ 463.123,00 o valor anteriormente estimado, que foi de R$ 695.500,00.

Já o departamento de futebol profissional, carro-chefe do clube, gastou, naquele mês, R$ 3.510.076,33 para pagar 41 atletas. Nove membros da comissão técnica geraram custo de R$ 172.535,00. Ainda foi gasto R$ 131.577,11 com outros 28 profissionais do departamento.

Cabe agora ao Conselho Deliberativo reprovar ou não estas contas.

Fonte: Lancenet

 
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠