Vasco revê casa e torcida após a queda


 
Quatro meses após a última partida do time em São Januário (derrota por 2 a 1 para o Vitória), o Vasco volta à sua casa em noite de estreias e para marcar uma retomada. Rebaixado no Brasileiro, inicia o Campeonato Carioca, hoje, às 19h30m, contra o Boavista, time dirigido pelo ex-diretor de seleções da CBF, Américo Faria, que volta à função de técnico.
 
É também a primeira vez que o técnico Adílson Batista dirigirá o Vasco em São Januário. Quando chegou, em outubro, para evitar a queda, o clube mandava seus jogos em Macaé e no
 
Maracanã. Após a queda, o elenco foi muito modificado.
 
Sete jogadores foram contratados, e três deles estreiam hoje (os laterais André Rocha e Marlon e o zagueiro Rodrigo). De volta após empréstimos, o volante Fellipe Bastos e o atacante William Barbio são as outras novidades.
 
Ao escalar o time que vinha treinando em Pinheiral, Adílson privilegiou os jogadores que estão em melhores condições físicas. Alguns que deverão pelo menos brigar por vaga de titular seguem em regime de pré-temporada e não ficarão nem no banco, casos dos meias Pedro Ken, Dakson, Bernardo e do atacante Éverton Costa.
 
— A parte física é fundamental. Não poderia começar o jogo já pensando nas substituições — disse o treinador.
 
Carinho da torcida
 
Adílson pediu apoio da torcida no reencontro com o time.
 
— Já enfrentei o Vasco em São Januário, é um estádio que o adversário respeita. Agora vou jogar em casa ali pela primeira vez — lembrou.
O goleiro uruguaio Martín Silva e o volante paraguaio Aranda, ainda não regularizados, não vão poder estrear.
 
No banco do Boavista, haverá uma reestreia. Figura conhecida do futebol brasileiro, Américo Faria, que foi dirigente da CBF, agora é técnico do Boavista.
 
— Conheci o Américo nas poucas vezes em que fui convocado para a seleção como jogador. Ele, por muito tempo, acompanhou de perto o trabalho dos maiores técnicos do país. Respeito muito sua nova empreitada, até pelo tempo de futebol que ele tem, superior inclusive ao meu — disse Adilson.

Fonte: Extra Online

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠