Após polêmica de 2013, Ferj pede, e Vasco aluga São Januário para o Bota


O Vasco estreia neste sábado contra o Boavista em São Januário pelo Campeonato Carioca. O time vascaíno volta a seu campo quatro meses depois da última partida no seu estádio, que foi dia 18 de setembro – 2 a 1 Vitória, de virada. Mas não será só o time da Colina quem vai mandar jogos no histórico estádio vascaíno. A pedido da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o Vasco aceitou alugar o seu campo para o Botafogo. Na tabela, o estádio do Vasco já aparece como palco de duas partidas alvinegras: contra o Bangu, dia 21, e diante do Madureira (23). São Januário também pode receber Botafogo x Friburguense, dia 8 de fevereiro, e Botafogo x Bonsucesso, dia 13. A outra opção alvinegra será jogar em Moça Bonita.
A marcação de até quatro partidas – duas já confirmadas – para São Januário do Alvinegro chama a atenção pela polêmica relação entre as diretorias em caso semelhante no ano passado. Foi justamente no período do Campeonato Carioca, após o fechamento do Engenhão, que a relação estremeceu. Sem seu estádio, interditado pela prefeitura do Rio, uma das soluções seria realizar jogos na casa do Vasco. O clube cruz-maltino, no entanto, condicionou o empréstimo de seu campo à realização de clássicos em casa. No entanto, para isso acontecer, as torcidas teriam que ser divididas na seguinte proporção, segundo exigência do Grupamento Especial de Policiamento de Estádios (Gepe): 90% vascaínos, 10% botafoguenses. Os alvinegros não aceitaram a condição, e as portas do estádio do Vasco se fecharam.
Somente no segundo semestre, após algumas tentativas e muitos jogos em Volta Redonda, as duas diretorias se entenderam e chegaram a um acordo. O Botafogo jogou contra o Náutico, em julho, no estádio do Vasco, antes de retornar ao Maracanã, reaberto para uso dos clubes após a Copa das Confederações. 
– Atendemos a um pedido do presidente Rubens Lopes (presidente da Ferj). Aquilo que aconteceu passou – disse o vice-presidente de patrimônio do Vasco, Manoel Barbosa.
O diretor executivo do Botafogo, Sérgio Landau, também disse que a questão de 2013 está superada pelos dois clubes.
– Nossa preferência é sempre por jogar na cidade do Rio. Depois daquele episódio já jogamos em São Januário e tudo foi resolvido administrativamente da melhor forma possível – disse o dirigente do Alvinegro.
Aluguel de R$ 40 mil
O aluguel de São Januário ao Botafogo vai custar R$ 40 mil, mais o pagamento de outras pequenas despesas. Este preço é fixo e determinado também pela federação carioca. Em 2013, o Fluminense, de última hora, precisou negociar com a diretoria vascaína para atuar no Rio de Janeiro, na casa do Vasco. O time das Laranjeiras pagava R$ 100 mil de aluguel, mas ao menos não precisou levar partidas da Libertadores para fora da cidade – o Botafogo jogou a maior parte das partidas em Volta Redonda.
Vale lembrar que o primeiro clássico do Estadual, justamente entre Vasco e Botafogo, na quinta rodada da competição, está marcado para o Maracanã no dia 2 de fevereiro. O clube de São Januário é o mandante do jogo. Apesar das reformas e da melhoria em acessos ao estádio – o clube construiu um portão novo para os torcedores e dobrou o número de roletas em outra entrada -, São Januário segue sem receber clássicos cariocas. 
A Polícia Militar vistoriou o estádio do Vasco recentemente e constatou melhorias de acesso, mas segue com a mesma exigência de segurança: clássico, só se for 90% a 10% de torcidas.
– A concepção do estádio do Vasco pede essa proporção de torcidas. Não é que esteja proibido de realizar clássicos em São Januário. Desde o ano passado que pode, mas o outro clube precisa aceitar jogar com 90% a 10% pelo acordo que eles têm – explica o subcomandante do Gepe, major Silvio Luiz.
Fonte: Globo.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠