Rescisão 'amigável' entre Vasco e Nissan está 'encaminhada'


Uniforme Vasco Nissan Copinha (Foto: Reprodução/ TV)
O imbróglio judicial entre o Vasco e a patrocinadora Nissan parece, finalmente, estar perto de um fim. E, ao que tudo indica, ambos os lados saírão satisfeitos com o acordo que está sendo acertado, o que evitaria o caso ser levado para os tribunais.

– A rescisão está bem encaminhada para um ajuste recíproco, que a Nissan saia tranquila e o Vasco consiga seus direitos, a ideia é fazer um acordo amigável mesmo. Nada conduza o caso à Justiça – disse o advogado do clube, Gustavo Pinheiro, ao LANCE!Net.

O Vasco tenta uma indenização pela quebra do contrato, mas os valores não foram divulgados. O acordo entre o clube e a montadores japonesa, que teria quatro anos de duração, foi fechado em julho do último ano, e previa quatro parcelas de R$ 7 milhões. Na assinatura, o cruz-maltino recebeu a primeira parcela, o que faria o clube ainda ter direito a R$ 21 milhões.

A Nissan decidiu rescindir o contrato após a barbárie na Arena Joinville, na última rodada do Brasileiro do ano passado, envolvendo torcedores do Vasco e Atlético-PR. Ainda assim, o Vasco segue estampando a logomarca da empresa nas costas das camisas, por entender que o contrato ainda está em vigor.

Fonte: LANCENET!
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠