Revelado pelo Vasco, Philippe Coutinho completa 7 anos na Seleção Brasileira

A camisa era a 11, o mesmo número usado atualmente. O cabelo mudou. E o futebol amadureceu. Há sete anos, Philippe Coutinho fazia sua estreia com a camisa da Seleção Brasileira. O garoto, com 18 anos à época, cercado de expectativa por tudo que havia feito nas seleções de base, começava a escrever a sua história com a Amarelinha.

– Sempre foi um sonho de menino vestir essa camisa. Naquele dia, eu pude dar os primeiros passos. Foi um dia que ficou marcado na minha história.

Àquele dia a qual se refere Coutinho foi o amistoso com o Irã no dia 7 de outubro de 2010, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. A Seleção Brasileira venceu por 3 a 0, com gols de Daniel Alves, Alexandre Pato e Nilmar. Coutinho fez estreia tímida. Muito diferente do futebol que tornou o meia-atacante hoje, após 40 convocações, 30 jogos e oito gols, um dos protagonistas da equipe do técnico Tite, líder das Eliminatórias e já garantida na Copa do Mundo.

– Conforme vai se aproximando da Copa do Mundo, a cada convocação e treinamento, a gente tenta evoluir e colocar em prática o que o Tite nos pede. Agora é continuar trabalhando forte com os jogadores que estão chegando para quando chegar a Copa estarmos bem preparados – avalia Coutinho.

Primeiro gol no Allianz Parque

O jogo contra o Chile na próxima terça-feira (10), o último pelas Eliminatórias, será no Allianz Parque, estádio que reserva uma memória especial para Philippe Coutinho. Foi lá onde o jogador marcou o seu primeiro gol pela Seleção Brasileira, em amistoso contra o México. O Brasil venceu por 2 a 0, em junho de 2015.

– Primeiro gol eu não esqueço. Um gol meio sem ângulo. Dia muito feliz para mim – recorda.

Fonte: CBF

Participe do nosso grupo de debates no facebook
Curta nossa fan page no facebook